sábado, 29 de agosto de 2009

Divagando


Minhas cachorras são tão necessárias, pois temos uma relação constante, sadia, simples. Se a vida é simples, é por aí: Eu dou um pouco de atenção, carinho, comida, levo pra passear, cuido da limpeza das meninas e elas me retribuem em atenção, carinho e uma companhia muito agradável para as caminhadas. Trocamos ideias e sei que elas me entendem perfeitamente.
Se a vida é simples os relacionamentos acontecem dessa forma. Não há jogo de interesses e nem mesmo alguém querendo tirar vantagem. Não há traição e nem um rompimento doloroso no meio da nossa história.
À direita - Luana, a minha companheira de caminhadas com sua blusinha camuflada e a Bianca, a minha branquela com sua blusinha azul.

Um comentário:

Cris disse...

Oi Flá, tudo bem?
Isso aqui está movimentado, hein?
Vim dar uma olhada e compartilhar informações desse lado do front, o das tratantes...rs
Recentemente, fiz um processo seletivo e fui milagrosamente aprovada em outro curso de pós, o que somam 2 mais a especialização - ao mesmo tempo. Estou feliz, mas acabada! Fora as reposições de aulas aos sábados, quem manda não desfrutar da vida enquanto se pode!
Então desfrute e me aguarde, tenho novos assuntos a tratar e novos filmes a trocar - o que exige um encontro ao vivo!!!! Como dia 7 de setembro, é uma segunda, é feriado para as pessoas normais, e meio dia de trabalho para mim, pensei ser esse o nosso dia - veja o que pode ser feito desse lado!
Acho uma graça a sua "disponibilidade canina", já que não tenho nenhuma e uma tristeza você se despedir dos seus diários, gosto de retomar minhas sandices passadas!
Isso está parecendo um post, né?
Beijos e até!