domingo, 8 de fevereiro de 2009

Vou pra qualquer lugar onde eu não esteja lá...

A vida muda de tempos em tempos e justamente no momento em que queria que permanecesse como está. Eu sempre penso que da próxima vez em que algo mudar nem vai ser tão doloroso, deve ser assim uma sensação que com o tempo se acostuma. Mas sempre da próxima, e se quiser saber não creio que eu me acostume com o jeito como a vida acontece. Nunca vou entender porque pessoas tão importantes para mim acabam saindo da minha vida. Não sou como o computador que precisa liberar espaço em disco...
Meu aniversário é daqui há poucos dias e isso junto ao fato de eu estar em casa, sem trabalho e redirecionando a minha vida me faz pensar no tempo - passado e futuro ficam, como que cada qual em um prato da balança. Perdas e ganhos. Tantos pensamentos desnecessários e não consigo me livrar deles.
Ainda assim, saindo da tormenta estou me abrindo para o novo, torcendo para fazer as escolhas certas. Espero carregar comigo as saudades certas.

Um comentário:

Maligna disse...

Olá Flá... tudo certo aí?
Gostei mais do visual desse... e eu gosto do blogspot... gostava do blig, mas fui traída...rs
Em relação aos seus pensamentos aleatórios... combinamos em alguns... discordamos em outros... mas a maior discórdia é o sorvete de pistache... só perde para o de passas ao rum...rs
Mudanças geram inquietações... mas a maioria delas, quando nos acostumamos, acabam parecendo opções melhores que as anteriores...
Em relação ao seu níver... como não sei sua freqüência de leituras por aqui... vou mandar recado por outras fontes...
Beijos e até...